Saltar al contenido
Concentração pólen

Concentração de pólen ao longo do dia: como evolui?

A concentração de pólen não é a mesma à primeira hora da manhã e à tarde. Se tem alergia, compreenderá o que queremos dizer quando dizemos que os níveis mudam e variam muito ao longo do dia. Mas, como isto acontece? Porque isto acontece? No nosso post, dizemos-lhe todos os detalhes sobre os níveis e a concentração do pólen, para que nunca mais tenha dúvidas.

O que queremos dizer quando falamos de concentração e nível de pólen?

Para medir os níveis de pólen no ambiente, o resultado é obtido através da recolha da quantidade de grãos de pólen média por metro cúbico. Estes dados são obtidos durante o dia, por isso é muito comum obter também dados diurnos.

Geralmente, a quantidade de grãos de pólen no ar é medida através da técnica do Rotorod. Ferramenta que, através de varetas de silicone impregnadas de gordura, deteta o pólen no ar durante cerca de 24 horas. Em determinadas ocasiões, algumas destas ferramentas podem testar durante vários dias seguidos. Mas a quê nos referimos exatamente quando dizemos que o nível do pólen é alto ou baixo?

  • Nível de concentração de pólen baixo. Quando o registo estiver abaixo de 50.
  • Nível de concentração de pólen alto. Considera-se alto quando ultrapassa os 1.000.

É importante ter em conta que os números podem variar em função do tipo de pólen em estudo. Por exemplo, com alergias sazonais como a «febre dos fenos», a concentração varia muito dependendo da gravidade.

Evolução do nível de pólen: em que momento do dia aumenta e diminui?

Como seria de esperar, os níveis de pólen variam muito de dia para dia, inclusive durante o próprio dia.

  • Quando sobe?

Geralmente – embora possa haver variações – os níveis de pólen aumentam acentuadamente de manhã, atingindo o pico máximo ao meio-dia ou nas primeiras horas da tarde. É nesta altura quando as pessoas com alergias notam que os seus sintomas pioram. Deve-se ter em atenção que, dependendo da planta, árvore ou arbusto, a libertação de pólen muda. Por isso, é importante determinar e observar com um médico especialista a que tipo de pólenes é alérgico, para estimar com maior precisão estes tempos.

  • E quando baixa?

Num dia «normal», como já mencionámos, o pico máximo seria de manhã até início da tarde, após o que os níveis começam a diminuir gradualmente. Por outras palavras, os níveis mais baixos registados durante um dia seriam: antes do amanhecer, no final da tarde e à noite. No entanto, lembre-se que estamos a falar de estimativas relativas e, dependendo do tipo de concentração que existe durante o dia, pode ou não prolongar-se durante a tarde e noite. Em resumo, os níveis mais baixos são normalmente encontrados no final da tarde e durante a noite, mas isto pode mudar.

Por conseguinte, recomendamos que verifique todos os dias os níveis de pólen na sua cidade. Em Portugal, a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica publica todas as semanas uma previsão dos níveis polínicos. Clique aqui e dê uma vista de olhos!

O clima e a temperatura afetam os níveis de pólen?

Claro! Como temos vindo a dizer, existem muitos fatores que interagem e influenciam os níveis polínicos: a temperatura, o clima, o momento do dia e, claro, a estação do ano. Mas, mais especificamente, como estas duas variáveis (clima e temperatura) afetam diretamente os níveis de pólen?

Ambos os fatores podem ter uma influência significativa sobre o nível de pólen diário. Por exemplo, em dias de muito vento, o pólen no ar é transportado muito rapidamente, enquanto em dias de chuva os níveis caem consideravelmente. Inclusive devemos falar de um caso especial: as cidades. Aqui, devido à disposição das ruas, aos grandes edifícios e à poluição, estes níveis sobem e descem muito mais tarde do que na periferia da cidade.

Conselhos para evitar a exposição ao pólen

Se sofre de alergia ao pólen, isto interessa-lhe! Descubra alguns hábitos que podem mudar o seu dia a dia e ajudá-lo a reduzir o impacto das alergias.

  • Verifique – todos os dias ou semanas – os níveis polínicos do local onde vive. Faça-o sempre através de fontes oficiais. Um conselho! Se está a planear uma viagem ao estrangeiro, recolher esta informação fará toda a diferença durante as suas férias.
  • Evite fazer desporto nas horas centrais do dia. Há alturas em que será proibido sair à rua, especialmente para praticar desporto.
  • Mantenha a sua casa livre de pólen. A limpeza é fundamental para quem sofre de alergias, ou seja, para qualquer tipo de alergia. As recomendações para a casa são muito claras:
  • Ventilação: em períodos curtos e evitando as horas centrais do dia.
  • Fechar janelas durante os picos mais altos.
  • Utilizar filtros de ar em casa.
  • Trocar a roupa de cama pelo menos uma vez por semana.
  • Limpar e aspirar a casa frequentemente, sobretudo durante os períodos de maior polinização.
  • Em dias com níveis muito elevados, é aconselhável utilizar óculos de sol e inclusive um cachecol, lenço ou máscara para evitar aspirar as partículas de pólen. Além disso, os especialistas aconselham lavar a roupa de rua assim que chegar a casa e tomar um duche para eliminar qualquer resto de pólen que possa ter ficado impregnado.