Saltar al contenido
alergia no natal

Natal em segurança com alergia

O Natal é a época do ano em que partilhamos a mesa com os nossos entes queridos. É um momento especial em que fazemos refeições copiosas e em que se realizam mais eventos em restaurantes ou em casa de amigos e familiares. Por isso, sabia que durante o Natal ocorrem inúmeras reações alérgicas? Sobretudo as alergias alimentares e respiratórias.

Para que possa desfrutar destes dias sem preocupações se tiver alergia, tome nota destas dicas, especialmente no caso dos mais novos e dos mais velhos da casa.

Reações alérgicas no Natal

As reações alérgicas no Natal podem ser desencadeadas por diversas fontes e é importante ter em conta que as alergias podem ocorrer em qualquer altura do ano. Se falarmos de reações alérgicas durante as férias de Natal, devemos mencionar duas: as alergias alimentares e as respiratórias. Dizemos-lhe porque estas costumam aparecer e o que as desencadeia.

infografia alergias nadal

Alergias alimentares

As reações alimentares no Natal são realmente comuns. Se se pergunta porque isto acontece, pense em quantos alimentos consumiu este mês que não estão geralmente incluídos na sua dieta. Alguns dos mais comuns são:

  • Nozes. Muitas receitas natalícias contêm nozes, como bolos, biscoitos ou torrões. Para as pessoas com alergias, é importante estar atento a estes ingredientes.
  • Os pratos de marisco são a estrela das ementas de Natal. E é aqui que podem ocorrer reações alimentares e inclusive devido ao anisakis no peixe.
  • Lácteos. Os lácteos como ingrediente são comuns nas receitas de Natal, para criar sobremesas especiais. Por isso, as pessoas com alergia aos lácteos devem procurar alternativas a este composto. É inclusive necessário verificar os ingredientes de cada prato, pois também é comum o uso de outras bebidas vegetais e que apareça, por exemplo, a alergia à soja.
  • Trigo. Os alimentos que contêm glúten, como o pão, os biscoitos e os bolos, podem desencadear alergias em pessoas com doença celíaca ou sensibilidade ao glúten.

Alergias respiratórias

Se falarmos de problemas respiratórios, as pessoas asmáticas e que sofrem de rinite veem a sua saúde alterada nesta altura do ano, sobretudo devido à mudança de horários e rotinas.

  • Estes doentes são principalmente afetados pelo pólen das cupressáceas. Um pólen que aparece durante o inverno.
  • O fumo das lareiras, que é muito agradável no Natal, pode tornar-se uma fonte de desconforto para estes doentes, devendo também ter-se em conta que as pessoas estão mais expostas ao fumo do tabaco ou ao ar frio.

Preparativos para umas festas natalícias sem riscos

Há alguns aspetos a ter em conta nos preparativos do Natal, especialmente se tiver alergia ou se alguém entre os seus convidados o tiver. Preste atenção a estes conselhos:

Comunicação com anfitriões

Tal como acontece quando uma pessoa com alergia come num restaurante, é muito importante no Natal que a pessoa em causa comunique de forma muito específica e clara as alergias que tem. Se possível, o ideal é fornecer esta informação com antecedência para que o anfitrião possa organizar o menu o antes possível.

Planeamento do menu e compras seguras: rotulagem dos alimentos

Se tiver visitas em casa e alguns dos seus familiares sofrem de algum tipo de alergia, é melhor planear os pratos com antecedência, prestando atenção aos ingredientes e, sobretudo, aos rótulos dos alimentos que vai comprar no supermercado.

Decorações de Natal seguras para as pessoas com alergias

Embora muitas pessoas não se apercebam, as decorações e elementos de Natal são também o foco e a origem de episódios alérgicos. Estes são os mais comuns!

Árvores de Natal

As árvores de Natal naturais podem libertar pólen e desencadear sintomas de alergia em pessoas sensíveis a esta proteína. Para além disso, algumas pessoas podem também ser sensíveis ao bolor que se encontra neste tipo de árvores. Neste caso, para evitar qualquer desconforto, é melhor optar por uma árvore de Natal artificial.

Evitar alergénios na decoração e ornamentos

Embora a decoração em si não seja uma causa de alergia, o pó é, porque depois de guardados durante todo o ano, os objetos acabam por acumular pó e ácaros, o que gera reações alérgicas significativas quando são retirados para decorar.

Outros elementos relacionados ao Natal também merecem destaque:

  • As poinsétias, sabia que o látex presente nas suas folhas pode desencadear alergias em algumas pessoas?
  • Visitas a familiares com animais de companhia. Durante as reuniões familiares, as pessoas podem estar expostas aos animais de companhia de outros, o que por vezes desencadeia alergias nas pessoas sensíveis ao pelo dos animais.

Prendas e festas seguras para crianças com alergia

Planear umas festas natalícias seguras para as crianças com alergias é importante para garantir que todos possam desfrutar da celebração sem preocupações. Aqui encontra algumas ideias para presentes:

  • Livros e material de arte. Os livros e os kits de arte são opções seguras e emocionantes que não envolvem alimentos alergénicos.
  • Brinquedos e jogos. Escolha brinquedos que não contenham alergénios comuns, como bolas, puzzles, jogos de tabuleiro, puzzles 3D e bonecos.
  • Roupa e acessórios. Roupas temáticas, t-shirts divertidas ou acessórios como chapéus, cachecóis ou luvas podem ser ótimos presentes.
  • Bilhetes para eventos ou atividades. Considere oferecer bilhetes para um parque temático, um filme ou um espetáculo. É sucesso garantido!

E tenha em mente estes detalhes essenciais para organizar um encontro natalício seguro:

  • Alimentos seguros para crianças com alergias. Certifique-se de que existem opções de alimentos seguros para as crianças com alergias. Comunique aos pais dos convidados sobre as alergias e peça conselhos sobre alimentos. Também pode considerar contratar um catering especializado em alergias.
  • Rótulo dos alimentos. Se servir alimentos, rotule claramente cada prato com os seus ingredientes para que os pais possam identificar facilmente os alergénios.
  • Decorações sem alergénios. Certifique-se de que as decorações da festa, como os balões, não contêm látex se as crianças tiverem alergia a este elemento.
  • Atividades não alimentares. Planeie atividades divertidas que não envolvam alimentos, como jogos ao ar livre, trabalhos manuais ou entretenimento, como um mágico ou palhaço.
  • Comunicação aberta. Fale com os pais das crianças com alergias antes da festa para obter informação sobre as alergias específicas e como lidar com elas.
  • Kit de primeiros socorros. Mantenha um kit de primeiros socorros à mão e certifique-se de que todos os pais sabem onde se encontra, em caso de reação.

 

Desfrute das férias em segurança: kit de emergência para alergias

Um kit de emergência para alergias é essencial para pessoas com doenças graves, especialmente alergias alimentares, que já mencionámos serem muito comuns no Natal. Este kit pode ser vital no caso de uma reação grave, como a anafilaxia. Segue-se uma lista de elementos que geralmente deve conter:

  • Epinefrina. Este é o medicamento mais importante e pode salvar vidas ao neutralizar uma reação alérgica grave. A propósito, certifique-se de que o autoinjetor não está fora de prazo.
  • Anti-histamínicos. Os anti-histamínicos ajudam a reduzir os sintomas de alergia. Certifique-se de que se encontram na forma líquida ou em comprimidos, consoante as necessidades da pessoa.
  • Cartão de alerta. Este cartão indica a alergia e o contacto de emergência, algo que é muito útil no caso da pessoa não conseguir comunicar.
  • Para além de outros artigos médicos básicos, como: termómetro, gaze esterilizada, ligaduras, álcool ou pinças.