Saltar al contenido

Conselhos práticos para enfrentar a alergia ao pólen

Conselhos práticos para enfrentar a alergia ao pólen

Sabia que o pólen é o causador da maioria das alergias primaveris?

Quando a primavera chega, os sintomas da alergia podem tornarse desesperantes: tosse, espirros, comichão nos olhos e o nariz que pinga, podem tornar cada dia um desafio para todas as pessoas que sofrem de alergia ao pólen.

Contudo, ainda que não exista cura para a maioria das alergias, podemos melhorar esta situação uma vez que, além do tratamento, a melhor forma de lutar contra as alergias é aprender a evitá-las e a reduzir os seus sintomas.

Conselhos para enfrentar a alergia ao pólen

* Durante os dias de maior concentração polínica, tente reduzir o tempo que passa fora de casa para não se expor em demasia aos alergénios e, assim, enfrentar melhor a alergia.

* Se sair à rua, tente evitar as horas de maior concentração (entre as 5h e as 10h e entre as 19h e as 22h) e procure proteger os seus olhos do pólen com óculos de sol, durante o dia.

* Se costuma usar o seu carro de forma habitual, mantenha as janelas fechadas durante o percurso para evitar que a força do ar provocada pela velocidade introduza alergénios no interior do veículo e, se puder, instale filtros antipólen no sistema de ar condicionado.

* Limpe a casa em profundidade, sobretudo naqueles dias em que a concentração do pólen for muito elevada e, se for possível, prescinda de tapetes e alcatifas (se os tiver, aspire-os frequentemente para eliminar os ácaros).

* Ventile a casa durante 5 ou 10 minutos quando o sol se puser, já que é o período do dia em que existe uma menor polinização e não estenda lençóis nem roupa no exterior para evitar que o pólen se acumule entre as suas fibras.

* Não durma com as janelas abertas durante a noite. É melhor utilizar o ar condicionado para refrescar o quarto.

* Tente não se aproximar de zonas onde exista uma grande vegetação. Se o fizer, evite aproximar-se de plantas e flores que polinizem pelo ar.

* Evite também qualquer atividade que possa remover as partículas de pólen pelo ar, como por exemplo cortar a relva ou varrer o terraço.

* Se notar algum sintoma, consulte o seu médico. Ele – dir-lhe-á a que agente é sensível.

Sintomas da alergia ao pólen

Conjuntivite

* Comichão e ardor nos olhos

* Vermelhidão

* Inchaço

* Lacrimação

Rinite

* Congestão nasal

* Espirros

* Secreção

* Comichão

Reforce o seu sistema imunológico ante as alergias

* Hidrate-se: beba pelo menos 2 litros de água por dia já que as alergias favorecem a perda de líquido

* Tome vitaminas: sobretudo vitamina C, anti-histamínico natural e B5, já que possui um efeito anti-inflamatório

* Mexa-se: praticar desporto de forma regular ajudará a manter o sistema imunológico em forma

* Mantenha uma dieta equilibrada: introduza o peixe azul na sua alimentação já que tem um efeito anti-inflamatório e o seu consumo ajuda a reduzir os sintomas de alergia e asma.