Skip to content
Como cuidar da pele alérgica

Como cuidar da pele alérgica

As irritações cutâneas podem ser causadas por uma grande variedade de fatores. Estes incluem distúrbios do sistema imunitário, medicamentos e infeções. Quando um alergénio é responsável por desencadear uma resposta do sistema imunitário, estamos perante uma reação de alergia cutânea que precisará de alguns cuidados específicos. Tanto crianças como adultos podem sofrer desta reação, mas estes surtos podem ser prevenidos seguindo algumas orientações simples.

A higiene diária

A rotina de higiene é fundamental para manter a pele saudável, pois protege a barreira cutânea da pele. As mudanças de temperatura e os nossos hábitos de higiene podem influenciar bastante a saúde da nossa pele. Quando está frio, por exemplo, tendemos a usar água muito quente na nossa higiene, o que afeta negativamente a pele afetada, agravando a inflamação.

Utilize no duche sempre geles especiais para o banho, hipoalergénicos, sem perfumes e sem sabão ou detergentes, já que estes tendem a ressecar a pele em excesso. Depois, seque a pele com cuidado, utilizando toalhas de algodão e sem esfregar para evitar danificar e irritar as zonas afetadas. Existem óleos de banho ou sabonetes com emolientes, com os quais não precisa de esfregar; são colocados na água e absorvem a sujidade da pele. Para crises intensas, também existem loções para limpeza a seco, sem usar água: esfrega-se suavemente a pele e depois retira-se com um pano seco.

Por último, mas mais importante: após o banho, hidrate a pele diariamente para fornecer a quantidade necessária de nutrientes para a pele. O uso de cremes emolientes e humidificantes para evitar a pele seca e o aparecimento de eczema é muito importante. Os emolientes proporcionam um método seguro e eficaz para melhorar a barreira cutânea, pois fornecem à derme uma fonte de lípidos exógenos. Vários estudos sugerem que a sua utilização desde o nascimento poderá proteger contra o início de inflamação da pele nos recém-nascidos com risco de atopia, ao aumentar a hidratação e reduzir a permeabilidade da pele. Desta forma, previne-se a secura e as fissuras da pele do bebé antes do desenvolvimento da dermatite atópica, e inibe-se  a penetração de agentes irritantes e alergénios na derme.

Ao sair à rua

Lembre-se de aplicar durante todo o ano uma proteção solar indicada para peles sensíveis. É muito importante proteger sempre a pele dos raios solares, e não só nos meses de verão. Os tecidos das nossas roupas também podem ajudar-nos a combater as reações cutâneas alérgicas: opte por roupa de algodão ou linho e evite os tecidos sintéticos e os de lã, que tendem a provocar reações alérgicas na pele, assim como as roupas muito apertadas. Além disso, não é recomendado o uso de amaciadores quando as lavar.

Tenha em conta também que o suor piora os sintomas da alergia na nossa pele. Por isso, não use mais roupa do que a necessária consoante a ocasião, pois a transpiração excessiva será contraproducente.

Hábitos de vida e alimentação saudáveis

A alimentação deve ser variada como em qualquer pessoa, a menos que haja uma alergia específica a algum alimento. Embora nenhum alimento seja oficialmente proibido, alguns deles apresentam mais riscos que outros. Ter uma dieta equilibrada, com a concentração correta de vitamina A, C e E e, acima de tudo, beber água regularmente e evitar alimentos muito picantes ou condimentados e o álcool, ajudarão a controlar as reações alérgicas na sua pele.

PT-P-ZI-ALY-2000055

 

Deve ler cuidadosamente todas as informações constantes da embalagem do medicamento e do seu folheto Informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, deve consultar o seu medico ou farmacêutico.