Saltar al contenido
Como atuar face a uma crise alérgica?

Como atuar face a uma crise alérgica?

Conhecer os diferentes sintomas de uma reação alérgica leve ou aguda pode fazer toda a diferença para o doente, sobretudo se estivermos a falar de um choque anafilático. O tempo de reação é extremamente importante em casos graves de asma ou anafilaxia, pois alguns minutos e uma ação correta salvarão a vida da pessoa se esta correr perigo. Se é uma pessoa com alergia ou conhece alguém que sofra dela, não perca nenhum detalhe e saiba como agir face a uma crise!

O primeiro passo: evitar a exposição a alergénios

Embora hoje em dia os tratamentos contra a alergia sejam realmente eficazes, o melhor remédio ainda é evitar o alergénio, ou seja, se uma pessoa sofre de alergia ao pêssego, o melhor conselho para evitar uma crise alérgica é evitar a sua ingestão (dieta de exclusão). Embora pareça um conselho simples ou fácil de aplicar, não é tanto assim quando falamos de pólen ou ácaros. No caso da alimentação, pode ser um pouco mais simples, mas deve prestar-se a mesma atenção já que, muitos produtos podem conter pequenos vestígios do alimento em questão.

Quando é necessário ir às urgências?

Existem rea√ß√Ķes como a urtic√°ria, a dermatite ou a rinite que n√£o s√£o graves. Nestes casos, n√£o ser√° necess√°rio ir √†s urg√™ncias, o melhor √© esperar pacientemente que os sintomas diminuam pouco a pouco. Se aparecer inflama√ß√£o no rosto, garganta, se a pessoa tiver febre alta ou problemas respirat√≥rios e estes n√£o desaparecerem, √© necess√°rio ir a um hospitalar o mais r√°pido poss√≠vel. No caso de anafilaxia ou crise asm√°tica grave, n√£o h√° d√ļvidas: a ida √†s urg√™ncias deve ser imediata.

Resumo das rea√ß√Ķes mais comuns

Para que reconhe√ßa rapidamente os sintomas, apresentamos um pequeno resumo das rea√ß√Ķes mais comuns, para que possa identificar qual √© a alergia:

‚ě§ Asma al√©rgica: ocorre inflama√ß√£o nos br√īnquios e h√° epis√≥dios de dificuldade respirat√≥ria, tosse e ru√≠dos tor√°cicos sibilantes (apitos ou sibilos ao respirar).- Rinite: inflama√ß√£o na mucosa nasal que produz comich√£o e mucosidade.

‚ě§ Urtic√°ria: aparece na forma de incha√ßos, manchas vermelhas, p√°pulas inflamadas que tamb√©m causam comich√£o.

‚ě§ Dermatite al√©rgica: inflama√ß√£o em determinadas zonas do corpo, costuma aparecer de forma cr√≥nica.

‚ě§ Alergia alimentar: Alergia alimentar: os¬†sintomas¬†provocados¬†por uma¬†alergia alimentar geralmente manifestam-se alguns minutos ou horas ap√≥s a ingest√£o do alimento.¬†As rea√ß√Ķes mais comuns v√£o desde urtic√°rias, eczemas, incha√ßo em certas partes do corpo at√© problemas digestivos (v√≥mitos, dores abdominais, n√°useas…) e tamb√©m tonturas ou dificuldade em respirar.

‚ě§ Conjuntivite al√©rgica: olhos vermelhos e chorosos, comich√£o, lacrima√ß√£o constante…

Conselhos para agir durante uma crise alérgica

Existem algumas recomenda√ß√Ķes m√©dicas que devem ser conhecidas e tidas em conta quando uma pessoa, sobretudo crian√ßas, sofre de uma crise de alergia.

  1. N√£o entre em p√Ęnico. A ansiedade e o nervosismo s√£o os piores inimigos das alergias. Nestes momentos, principalmente quando falamos dos mais pequenos, devemos tentar tranquilizar a pessoa. Se, por outro lado, suceder-lhe a si quando estiver sozinho, lembre-se: respire fundo e tente acalmar-se durante alguns minutos.
  2. Quais s√£o os sintomas? S√£o graves, leves…? As rea√ß√Ķes s√£o a indica√ß√£o mais verdadeira da gravidade de uma crise. Se s√£o reconhec√≠veis e um especialista recomendou um tratamento espec√≠fico, √© o momento de aplic√°-lo. Pelo contr√°rio, se forem desconhecidos e se se prolongarem no tempo, n√£o hesite, v√° √†s urg√™ncias.
  3. Tem febre? Nestes casos, tamb√©m √© necess√°rio verificar a febre. Se for muito alta e n√£o baixar em poucas horas, √© melhor ir a um centro de sa√ļde.
  4. Verificar e anotar o que a pessoa comeu, bebeu ou tocou. √Č muito importante lembrar e, nestes casos, anotar o que desencadeou a alergia. Para quem n√£o tem alergia conhecida, um bom conselho √© escrever o que comeu nesse dia, se usou um perfume ou gel diferente, se comeu em algum restaurante ex√≥tico, etc.

Nos casos de alergia grave…

  • Avisar rapidamente os servi√ßos de emerg√™ncia. Cada minuto conta. Durante a chamada de emerg√™ncia, facultar dados e informa√ß√£o clara sobre o estado do paciente, tamb√©m √© aconselh√°vel avisar se a pessoa ingeriu algum tipo de medicamento.
  • N√£o dar de comer nem de beber. Durante uma crise al√©rgica, a ingest√£o de alimentos ou bebidas pode causar engasgamento, sobretudo em alergias que podem causar inflama√ß√£o na garganta ou nas vias respirat√≥rias.
  • A posi√ß√£o √© importante nestes casos. Para facilitar a respira√ß√£o, √© conveniente afrouxar a roupa e levar a pessoa para um local tranquilo, onde possa respirar com facilidade. Virado para cima ou de lado, s√£o as melhores posi√ß√Ķes.
  • Casos de anafilaxia. Primeiro, perguntar √† pessoa se utiliza epinefrina, se for assim, ajudar o afetado a utiliz√°-la. Se os sintomas indicarem um choque anafil√°tico, a inje√ß√£o deve ser dada de imediato.

crisis-alergicaPT-P-ZI-ALY-2200005