Skip to content
alergias em aumento

2050: o ano em que quase metade da população terá alguma alergia

Atualmente, estima-se que entre 20% e 25% da população sofra de algum tipo de alergia. As alergias respiratórias são as mais comuns, mas ultimamente as alergias alimentares duplicaram. E embora estes números possam não parecer alarmantes, o crescimento das alergias na sociedade está a avançar a passos largos. Os alergologistas dizem que metade da população mundial sofrerá de algum tipo de alergia em 2050. Mas, quais são as causas? Podemos falar de uma nova epidemia global? Qual é a alergia que mais aumenta na sociedade? Hoje vamos tirar todas estas dúvidas.

Mas porque é que existem cada vez mais pessoas com alergia?

Existem alguns fatores que estão a provocar uma falha no sistema imunitário da população. Especificamente, uma perda de tolerância a diferentes substâncias, vírus ou bactérias. Porque é que isso acontece? Existe um grande debate sobre o tema. Os fatores que implicam um aumento das alergias são muito variados, mas há pontos muito claros que são determinantes. Dizemos-lhe tudo!

Fatores que influenciam no aumento das alergias

  • Alterações no sistema imunitário

O sistema imunitário reage de acordo com as alterações do ambiente, da alimentação, do estilo de vida… São fatores e hábitos que, de forma involuntária, têm uma consequência direta na sensibilização a determinados alergénios.

Por outro lado, o consumo excessivo de antibióticos fomenta a destruição das bactérias denominadas “boas” localizadas na flora intestinal, na pele e na mucosa nasal. A falta dessas bactérias favorece a passagem de alergénios para o organismo, desencadeando os sintomas já conhecidos.

  • As alterações climáticas e a poluição: fatores determinantes

Para compreender o aumento das alergias na sociedade, devemos falar sem dúvida das alterações climáticas. As alterações no clima, o aumento das temperaturas, a falta de água ou a poluição atmosférica fazem com que os alergénios sejam ainda mais agressivos. Tudo isso, somado a um aumento das doenças virais e dos problemas respiratórios, cria o cocktail perfeito para quem sofre de alergias.

  • A população viverá em grandes cidades

O êxodo das zonas rurais é hoje uma realidade global. Sabia que em 2050 quase 70% da população mundial viverá nas grandes cidades?

Em relação às alergias, este novo estilo de vida significa uma grande mudança para a saúde. Mais poluição, mais sedentarismo, alimentação menos saudável devido à agitação do dia a dia, mais stress… Fatores que afetam diretamente a intensidade das alergias.

  • Pessoas com alergia cada vez mais jovens

Geralmente, as alergias costumam aparecer nos primeiros anos de vida e, embora desapareçam na adolescência, muitos adultos são portadores da doença ao longo de toda a vida. Um problema cada vez mais singular entre as pessoas com alergia.

  • A hipótese da higiene excessiva

A teoria da higiene excessiva enfatiza que, devido a uma grande desinfeção e limpeza, as defesas enfrentam as substâncias cada vez mais inofensivas.

  • A alimentação mudou

As alergias alimentares são, depois das respiratórias, as que mais aumentaram. Isso tem uma razão clara porque, embora os alimentos sejam os mesmos de há milhares de anos, a forma de cultivar ou de alimentar os animais mudou muito desde então. A biotecnologia e a transformação genética dos alimentos transformaram-nos e, com isso, as alergias a novas proteínas.

  • O componente hereditário também tem um papel importante

Se cada vez mais pessoas sofrem de alergias, as probabilidades de os seus filhos também sofrerem de alergia aumentam consideravelmente. Os genes irão determinar, com o passar dos anos, a predisposição alérgica.

Como combater o aumento das alergias?

A resposta está na vacinação. Embora ainda não exista uma cura, a imunoterapia é a opção mais eficaz para reduzir os sintomas associados às alergias. Hoje em dia, as investigações e os tratamentos antialérgicos são cada vez mais eficazes para conter as reações.

Além disso, as vacinas geralmente têm uma boa resposta em quase todos os doentes, sem grandes reações adversas ou problemas secundários decorrentes dos tratamentos.

Existem alergias que também desaparecem

Nem tudo são más notícias. As alergias são processos dinâmicos variáveis , que podem surgir e desaparecer com o tempo. Dependendo do uso ou aplicação de certos elementos no nosso dia a dia, as alergias surgem e transformam-se. Atualmente, por exemplo, é muito comum a dermatite de contacto causada pelos conservantes que hoje são encontrados em muitos produtos e que antes não existiam.

 

PT-N-ZI-ALY-2100024

Deve ler cuidadosamente todas as informações constantes da embalagem do medicamento e do seu folheto Informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, deve consultar o seu medico ou farmacêutico.